Como funcionam os feriados nos EUA

Aqui ficam informações para quem quizer fazer uma "laboratório" para interpretar um estado unidense com mais precisão.
Avatar do usuário
Miguel S. Rodriguez
Moderador
Mensagens: 61
Registrado em: 28 Jul 2012 21:58

Re: Como funcionam os feriados nos EUA

Mensagem por Miguel S. Rodriguez » 06 Ago 2012 20:25

Quando ocorreu o primeiro festival de Mardi Gras
Em 1857, um grupo chamado Mystik Krewe of Comus - Ala Mística de Comus (mais informações sobre krewes mais adiante) encenou o primeiro desfile de Carnaval moderno. A procissão de floats com tochas acesas ilustrava temas da mitologia e literatura clássica.

Seguindo a Guerra Civil Americana (1861-1865), muitas novas alas, ou clubes, começaram a oferecer desfiles e bailes tradicionais. A Krewe of Rex (Ala do Rei), organizada em 1872, foi a pioneira em muitas inovações que se tornaram marca registrada do festival de Mardi Gras, em Nova Orleans. Por exemplo, Rex estabeleceu a tradição de coroar o Rei do Carvanal, escolheu as cores do carnaval (violeta para justiça, verde para fé e dourado para poder) e adotou a música "If Ever I Cease to Love" como hino do festival.

Com interrupções ocasionais causadas por guerras mundiais, ocorrem comemorações anuais do festival, com desfiles (aproximadamente 2 mil nos dois séculos anteriores) e festas em Nova Orleans todos os anos.

Hoje em dia, o festival de Mardi Gras é uma das maiores atrações turísticas do mundo, levando milhões de pessoas para a festa, até a terça-feira de Carnaval. Hotéis na região do metrô (especialmente no histórico French Quarter) e restaurantes (especialmente os famosos) aceitam reservas com meses, e até anos, de antecedência. Todas as bandas de jazz, blues e Dixieland (tipo de jazz) reúnem-se em Nova Orleans para acompanhar as festividades nas esquinas e em bares, hotéis, festas e sofisticados bailes de máscaras.

Economistas calculam que o festival gera todos os anos mais de meio bilhão de dólares para a economia local. Uma vez que patrocínio de comércio e empresas não é permitido, são os membros dos clubes que fazem o espetáculo e arcam com as despesas (membros das alas pagam impostos que vão de US$ 250 a US$ 850). Não há um coordenador geral das atividades do festival e cada ala é completamente independente.

Embora as festividades estejam ficando cada vez mais integradas desde a década de 1960, as comunidades afro-americanas de Nova Orleans têm vários costumes diferentes. A maior ala afro-americana do festival de Mardi Gras é o Zulu Social Aid and Pleasure Club Inc., que apresenta um espetáculo considerado uma das atrações mais importantes da temporada. Uma outra tradição afro-americana importante é o aparecimento anual dos Mardi Gras Indians, grupos de homens negros que dançam pelas ruas com fantasias inspiradas em roupas tradicionais de nativos americanos.

A mais nova tradição do festival de Mardi Gras é o Phunny Phorty Phellows (PPP), um grupo de aproximadamente 50 homens e mulheres fantasiados que proclamam a abertura oficial da temporada de carnaval em 6 de janeiro, em um bonde elétrico decorado pela Avenida St. Charles. Acompanhados pela banda Dixieland, o grupo come os bolos dos reis e joga lembrancinhas nos espectadores.

Carnaval ao redor do mundo
Outras tradições diferentes do Mardi Gras são mantidas pelos Acádios, um grupo étnico cuja cultura vem de refugiados franco-canadenses que se estabeleceram no sudoeste da Louisiana durante o século XVIII. Em comunidades acádias rurais, celebrantes fantasiados montados a cavalo vão de casa em casa pedindo ingredientes para preparar uma sopa de quiabo, bem apimentada e consistente. Por volta do pôr-do-sol, os cavalgadores fazem uma entrada dramática, apresentam os ingredientes que conseguiram para a multidão e aproveitam a festa.

Enquanto as festas de Louisiana reinam supremas, o carnaval de Mobile, Alabama, é menos famoso, porém tão longo quanto o festival de Mardi Gras. O festival de Mardi Gras é também visto em outras cidades norte-americanas, incluindo Saint Louis, Missouri, e Pensacola, Flórida. Em algumas outras cidades, como São Francisco e Nova Iorque, há comemorações informais.

A tradição do Carnaval é também celebrada em todo o mundo, em cidades como Rio de Janeiro, no Brasil, e Veneza, na Itália.

Avatar do usuário
Miguel S. Rodriguez
Moderador
Mensagens: 61
Registrado em: 28 Jul 2012 21:58

Re: Como funcionam os feriados nos EUA

Mensagem por Miguel S. Rodriguez » 06 Ago 2012 20:26

Glossário do festival
Antes de entrarmos em mais detalhes sobre o que realmente acontece durante o festival, vamos dar uma olhada na lista do New Orleans Metropolitan Convention and Visitors Bureau (site em inglês), com alguns dos termos mais importantes relacionados a essa grande festa em Nova Orleans.

* Baile (baile dramático) - é uma festa de máscaras, apresentando cenas sobre um tema específico, para diversão.

* Boi - é um boi gordo e simboliza a última carne ingerida antes do jejum da Quaresma (a versão "viva" apresentada no Rex Parade foi substituída por uma versão em pasta de papel em 1959), é um dos mais fotografados durante o festival.

* Capitão - o líder de cada ala (organizador) do festival.

* A corte - o rei, a rainha, damas e duques de uma ala do festival.

* Moedas - são objetos em alumínio, parecidos com uma moeda, com o símbolo da ala de um lado e o do tema do desfile do outro, apareceram pela primeira vez em 1960 e foram criadas pelo artista de Nova Orleans H. Alvin Sharpe. As moedas são também cunhadas e vendidas em prata, bronze e esmalte cloasonado.

* Lembrancinhas - lembrancinha personalizada, cedida pelos membros da organização a amigos que participam do baile.

* Convite - pedido impresso, não transferível, para participação no baile. Observação: é considerado impróprio chamá-los de "ingressos".

* Bolo do rei - bolo oval e açucarado, com uma bonequinha de plástico escondida dentro. A pessoa que encontra a boneca é coroada "rei" e compra o próximo bolo colorido. A temporada do bolo do rei começa no Dia de Reis, em 6 de janeiro. De acordo com o editor do "Mardi Gras Guide (Guia do festival de Mardi Gras)", Arthur Hardy, mais de 750 mil bolos do rei são comidos a cada ano em Nova Orleans durante o carnaval e outros milhares são encomendados a padarias especiais e enviados para pessoas em todo o país.

* Alas (organizadores) - termo genérico para todos os organizadores do carnaval e clubes em Nova Orleans. Mitologia grega, romana e egípcia são as fontes de quase metade dos nomes das alas. Alguns clubes recebem nomes de bairros pelos quais viajam, ao passo que outros recebem nomes de personalidades ou lugares históricos. Os clubes são estabelecidos como entidades sem fins lucrativos, sendo financiados por impostos, pela venda de produtos com o emblema das alas para seus membros e por projetos para arrecadação de fundos. A maioria dos organizadores também participa de instituições beneficentes.

* Lundi Gras - é segunda-feira de Carnaval em francês. De 1897 a 1917, o dia anterior ao festival de Mardi Gras era celebrado pela chegada do King Rex (Rei Rex) a bordo de um navio a vapor. Esse costume voltou em 1987.

* Arremessos - são lembrancinhas baratas jogadas por membros das alas fantasiados e mascarados que ficam nos floats, em resposta aos tradicionais gritos "jogue alguma coisa em mim, cara!" Esses "arremessos" incluem moedas, xícaras de plástico e colares.

Avatar do usuário
Miguel S. Rodriguez
Moderador
Mensagens: 61
Registrado em: 28 Jul 2012 21:58

Re: Como funcionam os feriados nos EUA

Mensagem por Miguel S. Rodriguez » 06 Ago 2012 20:26

Os desfiles

Moradores orgulhosos que participam de aproximadamente 70 desfiles até a terça-feira de Carnaval dizem que os desfiles do festival de Mardi Gras ostentam os temas mais criativos, os mais espetaculares floats (decorações que se assemelham a um carrinho de boneca, feitas em caixas de sapato ou carrinhos de mão) e as fantasias mais escandalosas do mundo. Caso você não possa ir até Nova Orleans, mas queira ver, dê uma olhada nas transmissões ao vivo no site oficial do festival de Mardi Gras.

Durante 12 dias, até o dia do festival, os desfiles acontecem próximos a quatro paróquias: Orleans, Jefferson, St. Tammany e St. Bernard. A competição pelo título de melhores floats é amigável, porém difícil. Os desfiles começam todos os dias às oito da manhã e vão até depois do pôr-do-sol. O festival termina oficialmente à meia-noite da Quarta-feira de Cinzas.

Enquanto alguns desfiles pré-temporada estão ficando cada vez mais elaborados, os regulamentos das paróquias locais determinam o início oficial da temporada de desfiles na segunda sexta-feira antes da terça-feira de Carnaval.

Não há um tema geral para o festival: cada desfile escolhe um assunto específico. Os floats refletem o tema do ano e os participantes são fantasiados com máscaras para ilustrar o tema do desfile e o título de seu float. Os temas populares apresentados desde 1857 incluem acontecimentos históricos, histórias infantis, lendas, geografia, gente famosa, mitologia e literatura.

Os desfiles mais espetaculares acontecem durante os cinco últimos dias de comemoração. É quando os maiores desfiles (de clubes como Orpheus, Bacchus, Zeus, Rex, Zulu e Bards) saem às ruas.

Menos de doze clubes constroem floats superoriginais todos os anos. Uma vez que os floats são usados apenas uma vez, os krewes (organizadores das diversas alas) são mais flexíveis com relação ao tema do desfile (e normalmente rendem prêmios aos vencedores). A maioria dos krewes escolhe entre vários floats alugados e seus temas tendem a ser genéricos, para que um float intitulado "O Carneiro no Campo", em um desfile com o tema "A Pequena Pastora", possa aparecer dias depois em outro desfile intitulado "As Canções Infantis Prediletas". O assunto é sério: na Paróquia Orleans, um regulamento proíbe o uso do mesmo float mais de duas vezes no Central Business District (Centro Comercial e Financeiro) durante qualquer temporada de desfiles.

As superalas, presentes nos desfiles nos últimos três dias antes da terça-feira de Carnaval, têm um total de 110 floats, 90 bandas de música e mais de 350 unidades. Seus 3 500 membros reunidos arremessam mais de 2 milhões de xícaras, 3,5 milhões de moedas e 350 mil colares de contas. Eles também convidam celebridades para participar dos desfiles, estrelas como Bob Hope, Dolly Parton, John Goodman, Kirk Douglas, Harry Connick Jr. e os Beach Boys.

Quase todos os desfiles seguem um padrão: o capitão, ou líder, aparece na frente da procissão, em um float especial, em um conversível ou montado em um cavalo. A seguir estão os oficiais, o rei ou rainha e, em alguns desfiles, as damas e os duques, seguidos de um float com o título e um com os nomes dos participantes.

O método de selação da realeza do festival varia de ala para ala. O rei do Carnaval é escolhido pelo círculo interno da School of Design (Escola de Design), a organização patrocinadora do importante Rex Parade (Desfile dos Reis). Algumas alas têm desenhos aleatórios para escolher seu rei ou rainha e a maioria dos clubes cobra uma taxa pela honra de escolher um monarca.

Jogue alguma coisa em mim, cara!
Um dos aspectos mais singulares dos desfiles do festival de Mardi Gras é a participação. Normalmente, pessoas maduras admitem acanhadamente que se tornaram competitivos, e quase viciados, em arremessos vindos das mais estratégicas posições ao longo da rua.

As pessoas enchem suas bolsas, compradas com esse objetivo, com moedas, xícaras, colares de contas e medalhões (itens com os nomes de clubes gravados são considerados objetos de colecionadores). Os espectadores fazem de tudo para chamar a atenção dos membros da organização jogando lembrancinhas dos floats. Mais adiante você saberá mais sobre como fazer do festival um evento familiar.

Avatar do usuário
Miguel S. Rodriguez
Moderador
Mensagens: 61
Registrado em: 28 Jul 2012 21:58

Re: Como funcionam os feriados nos EUA

Mensagem por Miguel S. Rodriguez » 06 Ago 2012 20:26

As fantasias

Você não é obrigado a usar uma fantasia caso não goste. No entanto, quando olhar ao seu redor, vai se sentir mais estranho sem fantasia do que com. Você pode pelo menos usar uma das máscaras vendidas em qualquer esquina. Fantasias são um ótimo negócio em Nova Orleans.

Originalmente, as fantasias eram usadas para manter secreta a identidade dos membros das alas, mas hoje em dia, o segredo não significa mais muita coisa. Você pode colocar em risco sua participação em alas mais antigas, como a Comus e a Rex, caso tire sua máscara durante o desfile, embora haja perdão para membros que movem levemente suas máscaras para beber algo ou beijar pessoas que pegam seus colares de contas com alegria.

Participantes veteranos aconselham os novatos a vestirem roupas confortáveis, tanto fantasias como roupas casuais, nos desfiles; aconselham também a trazerem um saco para colocar os objetos que vão arremessar. Você pode ver a rota dos desfiles e os espetáculos dos acostamentos das ruas ou pode comprar ingressos para os assentos reservados.

Caso você vá para Nova Orleans durante o festival de Mardi Gras, certifique-se de fazer uma viagem segura e prazerosa dando uma olhada nas dicas de sobrevivência encontradas no site oficial do festival de Mardi Gras (em inglês).

Avatar do usuário
Miguel S. Rodriguez
Moderador
Mensagens: 61
Registrado em: 28 Jul 2012 21:58

Re: Como funcionam os feriados nos EUA

Mensagem por Miguel S. Rodriguez » 06 Ago 2012 20:39

Diversão para toda a família?

É verdade que a comemoração anual da terça-feira de Carnaval tornou-se sinônimo de diversão para adultos, mas autoridades de turismo e executivos se reuniram para criar alternativas para a questão de mal comportamento no French Quarter durante o festival.

Algumas empresas locais de turismo se especializaram em diversão para crianças durante o festival. Enquanto os pais ficam pegando colares no Quarter, funcionários (todos com treinamento em ressuscitação cardiopulmonar e segurados) levam seus filhos para um passeio no bonde elétrico pela avenida St. Charles, o mais antigo bonde elétrico em operação, ou para um passeio de carruagem com paradas em locais como o Musee Conti Wax Museum (Museu de Cera Musee Conti) para ver pessoas vestindo fantasias tradicionais do festival de Mardi Gras.

Há também aulas de culinária, em que as crianças aprendem a criar seu próprio "bolo do rei", com açúcar cristalizado violeta, verde e dourado. Também podem ser feitas buscas ao tesouro ou passeios pelo festival por grupos no French Quarter. As famílias também podem aproveitar programas especiais no Louisiana Children's Museum (Museu Infantil de Louisiana), com todas as atividades do festival incluídas no preço da entrada.

Caso suas crianças queiram muito ver os desfiles, alguns hotéis convidam os jovens a assisti-los de seus camarotes particulares na avenida St. Charles. As crianças conseguem ver bem os desfiles e, quando querem dar um tempo, podem se retirar para o salão de jogos dos hotéis e participar das atividades organizadas para eles.

Não se esqueça do Mardi Gras Maskathon, um concurso de fantasias familiar que acontece na terça-feira de carnaval, às 14 h, no quarteirão 600 na rua do Canal.

Uma outra excursão para a família é o cruzeiro com jantar e jazz (site em inglês) em um barco a vapor que leva você pelo rio Mississipi para ver as antigas plantações e propriedades.

Se limitações de tempo e orçamento não permitem que você faça uma viagem para Nova Orleans nesta temporada, reúna toda a família para planejar sua própria festa de carnaval (site em inglês), complemente com Bolos do Rei e minifloats feitos com itens encontrados pela casa.

Se você quiser ir para o festival no ano que vem, comece a planejar agora. Você pode encontrar muitas informações no site do New Orleans Metropolitan Convention and Visitors Bureau (site em inglês).

Para mais informações sobre o festival de Mardi Gras e assuntos relacionados, verifique os links na próxima página.

Responder