Nossas Fichas

Guias, informações e regras.

Avatar do usuário
Bryan Collins
Mensagens: 11
Registrado em: 28 Mai 2014 19:35
Codinome: Dark Angel
Data de Nascimento: 31 Out 1998
Localização: Santos
Contato:

Re: Nossas Fichas

Mensagem por Bryan Collins » 03 Jun 2014 20:25

Nome do Personagem: Bryan Collins.

Data de Nascimento: 31/10/1999.

Codinome: Dark Angel.

Super Habilidade:
Habilidade: Forma Umbrática, Falar com Espíritos, Regeneração, Ver o Invisível, Animar
Vantagem: Oufato/Paladar apurado, Facilidade com línguas, Imunidade

Um RESUMO da vida do personagem: Bryan Colllins é um garoto obscuro de 16 anos, descpbriu seus poderes sozinho no quarto, sempre foi solitário misterioso, começou ouvindo vozes e vultos que vinham e paravam esporadicamente, aos 12 anos foi tomado por uma super depressão e tentou um suícidio por envenenamento sem sucesso aonde conseguiu se adapatar e após isso falar com espíritos e ver o invísivel com maestria. Bryan tem muita facilidade com assuntos de ocultismo, alquimia e psicologia, não teme a morte nem as sombras.

Nome dos Pais ou Responsável que cuidou de você até entrar pro I.C.A: mãe: Mirian Collins e pai: Lucious Collins.

Vida dos Pais: Não são super humanos. O pai Trabalha em uma empresa de Minérios e a Mãe em uma Multinacional de brinquedos, mais abdica muitas vezes seu trabalho a ele e ao lar, são alheios aos problemas do filho.

Personalidade de seu Personagem: depressivo, tímido e discreto, é muito já tentou suíucidio, é de pouco falar, gosta de coisas estranhas e coisas estranhas acontecem com ele, não gosta de aparecer, ele sofre preconceito devido a isso ele começou a ter depressão, ver coisas e ouvir vozes, uma vez ele começou a falar com espíritos na sala de aula, e todos os alunos começaram a discrimina-lo, se afastar dele e te-lo como "esquisito". Bryan gosta de ouvir rock, porincipalmente Evanescence, Bad Religion, The Cure, Volvet Revolver, slipknot,Metálica, Nirvana, Marilyn Manson mas também escuta Bjork e Bat For Lashes. Bryan sempre foi o garoto mais discriminado da escola, humilhado varias vezes e deixado de lado. Apesar do interior tímido é uma pessoa muito humana e contra toda forma de violência descabida. Certa vez um garoto maior o bateu na sala de aula apartir daonde nunca mais falou com ninguém. Tem facilidade com linguas estrangeiras, matemática, fisica e lógica mais é apaixonado mesmo por assuntos pós vida. Não gosta de injustiça aos mais fracos, nsceu com varias doeças e por isso sempre ajuda os necessitados o seu incosciente é muito servil.

******************************

Gosta de: escuridão, cemitério e música rock
Não gosta de: barulho e se expor.
Super heróis que admira: Motoqueiro fantasma e Thor
Super heróis que detesta: Homem de ferro e Homem-aranha
Vilões que detesta: Magneto de X-Man
Desejos: controlar seus poderes
Medos: prejudicar seus parceiros e as pessoas que ama
Defeitos: é depressivo e tímido demais
Qualidades: é disciplinado e controlado

[OFF]
Nome do Player- rocktbe
MSN- jordan_aragao@hotmail.com ou jordanaragaofreitasbrito@gmail.com
Editado pela última vez por Bryan Collins em 15 Jun 2014 20:04, em um total de 1 vez.
"Pago internet é para rir, se fosse para chorar eu olhava para minha conta"

Avatar do usuário
Mabel Wakeman
Mensagens: 648
Registrado em: 14 Jun 2014 22:14
Codinome: Shooting Star
Data de Nascimento: 14 Fev 1996
Classe primária: Generalist
Classe secundária: Ranger
Localização: Dalton, Georgia
Contato:

Re: Nossas Fichas

Mensagem por Mabel Wakeman » 15 Jun 2014 05:22

Nome do Personagem: Mabel Wakeman

Data de Nascimento: 14/04/1996

Codinome: Shooting Star

Super Habilidade: Visão Telescópica, Penetrante e Umbrosa, Aderência, Membrana Nictante e Equilíbrio Perfeito.

Um RESUMO da vida do personagem:
Mabel é a filha única do casal Amanda e Carlos, vive em Dalton e leva uma vida normal, sem grandes acontecimentos em seu passado, apenas um em destaque.

Aos treze anos foi para uma feira cultural com seus pais e lá havia uma estande de arco e flecha e isso chamou sua atenção, após uma certa insistência conseguiu a permissão de seus pais para "brincar". Com a ajuda de um instrutor do estande conseguiu colocar a flecha no arco e posicionar ele em frente ao corpo, então ela piscou duas vezes e sentiu que o alvo ficou muito próximo a ela, como se tivesse dado um zoom nele, achando estranho olhou para o lado e tudo voltou ao normal até o mesmo o alvo. Ela disparou a flecha e passou longe, tentou mais algumas vezes e achou divertido a brincadeira. Ainda encucada com o que havia acontecido com alvo mais nada comentou, guardou somente para si.

Depois da experiência com o arco e flecha na feira resolveu investir no esporte, negociou com seus pais o trabalho doméstico em troca da permissão deles para a prática do esporte. Conseguiu um arco usado no ebay e com aulas diárias em uma escola especializada foi aprendendo toda a ciência necessária para manuseá-lo bem.

Conforme os meses passaram ficou visível o talento para o esporte, era difícil errar um alvo fixo. Sua visão era bastante aguçada e não sabia do porque, as sensações de "zoom" tornaram-se cada vez mais frequentes até se acostumar de vez, aprendeu a controlar ela piscando como se fosse um botão de liga/desliga.
Mesmo com o sucesso no esporte nunca competiu e nem fez nada parecido, pois com o passar do tempo compreendeu o que havia acontecido e não achava certo usar o seu dom para favorecê-la em competições, mesmo que fosse para ajudar a sua família nos momentos de aperto financeiro.

Já tendo o conhecimento necessário sobre o esporte resolveu expandi-lo para outras áreas, deixando o uso do arco e flecha mais interessante. Inspirado nos heróis arqueiros resolveu frequentar uma associação de caça e lá aprendeu muitas coisas interessantes tais como: Fazer algumas armadilhas e também a arte de ser furtiva,e rastrear o seu alvo.

Sua vida continuou normalmente até o começo do ano, 2014, em seu aniversário quando houve um blackout na cidade. Com tudo escuro percebeu que não tinha dificuldade alguma em enxergar no breu total, para ela era como se tudo estivesse iluminado. Também passou a ver através de paredes, portas ou qualquer obstáculo dentro de sua casa e devido a este acontecimento resolveu compartilhar com seus pais o que estava acontecendo com ela. Foi uma conversa difícil, tinha medo da rejeição, mas tudo ficou bem pois tinha pais bastante compreensivos, porém o segredo permaneceu em família.

Querendo aprimorar suas super habilidades e também conciliando com o término do seu ano letivo Mabel tomou a decisão de ir para o Instituto Capitão América, entendeu que o dom que ela tinha não era para uso próprio e sim para o mundo. Não sabia se faria diferença, mas ao menos tentaria. E mais uma vez conversou com seus pais explicando o porquê de sua decisão, e juntos fizeram a inscrição para a Base de Jovens Heróis.

Quando Luke Cage chegou para levá-la ao I.C.A. sua mãe lhe deu um presente, um par de botas, mas com algumas condições. Que ela jamais perguntaria como conseguiu as tais botas e que usasse com sabedoria. Sem entender o que sua mãe quis dizer apenas agradeceu o presente e partiu para sua nova jornada.


Nome dos Pais ou Responsável que cuidou de você até entrar pro I.C.A: Amanda Camynson Wakeman e Carlos Wakeman

Vida dos Pais: Amanda trabalha em uma agência de turismo para ajudar no orçamento da família. Quando adolescente fez algumas escolhas erradas que a levou para o mundo do crime, foi uma ladra que trabalhava para o Rei do Crime, mas ao ser presa largou essa "profissão" e mudou-se para Atlanta e assim começou uma nova vida. Lá conheceu Carlos, seu atual marido. Jamais compartilhou com sua família sobre seu passado obscuro.

Carlos trabalha em uma imobiliária local. É um homem calmo que ama sua família, mas tem um sério problema com jogos de apostas e devido a este pequeno defeito "forçou" Amanda a voltar para o mercado de trabalho. As dívidas foram aumentando conforme os anos até que eles perderam a hipoteca da casa, forçando o jovem casal com sua pequena filha a deixarem a cidade de Atlanta e irem morar em uma cidade menor, podendo assim começar novamente. Apesar da mudança ter ajudado a amenizar as dívidas elas ainda não foram totalmente quitadas.

Ambos os pais não possuem super habilidades.

Personalidade de seu Personagem: É uma pessoa aparentemente calma, essa é a primeira impressão que causa, mas é apenas uma adolescente que gosta de fazer tudo que eu garota gosta como: Compras, sair com as amigas e fofocar. Adora sorrir e ver o lado bom da vida. Não é inteligente, apenas dedica-se aos estudos para passar com tranquilidade. Senti-se a vontade em ambientes ao ar livre, mas também adora a selva de concreto. Não é de reclamar e sempre guarda a sua opinião para si mesma.

Gosta de: Seu arco, hambúrgueres, compras, chuva e outras coisas.
Não gosta de:
Super heróis que admira: Gaviã Arqueira, Gavião Arqueiro, Namor, Harpia e Tempestade.
Super heróis que detesta: Nenhum que ela se lembre
Vilões que detesta: Não odeia ninguém.
Desejos: Atingir um alvo a 3 km de distância, quitar as dívidas de seus pais e torna-se uma heroína.
Medos: Perder/quebrar seu arco, errar um alvo, perder seus entes e amigos, não se adaptar e solidão.
Defeitos: ...
Qualidades: Sorridente, meiga, solidária, amiga para toda hora.

[OFF]
Nome do Player- Milla Aino Inverse
MSN- linaaino@hotmail.com
Editado pela última vez por Mabel Wakeman em 04 Abr 2019 15:46, em um total de 2 vezes.
Imagem
Spoiler
Show
Imagem

Avatar do usuário
Christine Fairmont
Mensagens: 155
Registrado em: 30 Out 2014 15:33
Codinome: Feline
Data de Nascimento: 15 Nov 1996
Classe primária: Stalker
Classe secundária: Infiltrator

Re: Nossas Fichas

Mensagem por Christine Fairmont » 30 Out 2014 17:11

Nome do Personagem: Christine Fairmont.
Data de Nascimento: 15/11/1995
Codinome: Ainda não tem.
Super Habilidade: Pulo do Gato, Equilíbrio perfeito, Garras, Flexibilidade e Silencio.

Um RESUMO da vida do personagem:

Christine nasceu no dia 15 de novembro de 1995 em Nova York. Filha única do casal Fairmont e também única herdeira da rede de hotéis.
Desde pequena foi acostumada ao bom e o melhor, sua família nunca lhe negou nada e cresceu mimada. Sempre teve boas notas no colégio e isso era altamente cobrado por seus pais, tinha de ser a melhor. Desde cedo recebeu aulas particulares ligadas a artes, história e negócios.

Aos 9 anos de idade começou as aulas de ginástica olímpica, foi nesse período que descobriu que conseguia se equilibrar com extrema facilidade além de ter seu corpo muito flexível, com a pratica e o tempo conseguiu aprender o contorcionismo, o que adora fazer em períodos de tédio. Christine sempre soube que essas habilidades não eram normais, porem participou da ginástica olímpica até seus 16 anos.
Nessa idade entrou em uma briga com uma das ginastas que treinava com ela, em meio a fúria acabou ativando suas garras e machucando feio a menina. Não entendeu o que aconteceu, seus pais conseguiram abafar o caso e mesmo assim a apoiaram. Começou a tentar treinar, fazendo suas unhas crescerem e diminuírem, percebeu também que elas eram realmente como garras. Com o tempo começou a controlar, mas ainda descontrola com facilidade, principalmente quando fica nervosa.

Desde pequena desenvolveu uma compulsão por jujubas, sempre as tem e sempre as come, principalmente quando coisas grandes estão para acontecer, é uma maneira de se acalmar e acreditar que tudo dará certo e ficara bem.
Ainda pequena começou a acompanhar o pai nas reuniões sobre os hotéis, claro que nunca participou de uma enorme, mas isso a fez desenvolver gosto pelos negócios. Também participava das caçadas que seu pai fazia com os amigos e depois de um tempo entrou para o escotismo, onde conseguiu desenvolver bem sua furtividade. Desenvolveu também apreço por gatos e possui cerca de cinco deles em sua casa.
Sempre frequentou festas e baladas, sendo famosa por ser herdeira dos hotéis, nunca namorou mas costuma ficar bastante.
Agora aos 18 anos percebeu que pode fazer algo com seus poderes e resolveu se inscrever no instituto, com a ideia de desenvolver seus poderes e ser a melhor.

Nome dos Pais ou Responsável que cuidou de você até entrar pro I.C.A:

Matthew Fairmont (Pai)
Angellita Fairmont (Mãe)

Vida dos Pais:

Matthew conheceu Angel ainda na faculdade, foi amor à primeira vista e se casaram assim que se formaram. Ele herdou os hotéis de seu pai, que por sua vez herdou de seu Avô, que herdou de seu pai.
Nas mãos de Matthew os hotéis dobraram de número e atualmente a empresa vive seu melhor momento no mercado.
Angel por sua vez se formou em música, mas por conta do marido abandonou a profissão, tornando-se uma dona de casa tranquila.
Matthew tem uma personalidade tranquila, mas cobra sempre que pode o melhor de sua família. Já Angel é carinhosa, apesar de fria em alguns assuntos.

Rede de Hotéis Fairmont


Personalidade de seu Personagem:

Christine tem uma personalidade forte e geralmente é bem decidida, quando deseja alguma coisa não mede esforços e nem dinheiro para conseguir. Mimada, tem tudo o que deseja.
É simpática com as pessoas e não tem dificuldades em fazer amigos, também gosta de romances e dificilmente não fica com quem deseja.
Estudiosa, se dedica ao máximo nos seus estudos. Ama gatos e gosta de se denominar uma, até mesmo por causa de seus poderes.
Usa muito preto e maquiagem, está sempre com roupas de grifes.
É muito comunicativa e não se sente intimidada em falar em publico.
Tem 1,57 de altura e 54 kg.

Gosta de: Roupas, carros, maquiagem.
Não gosta de: Falsidade e interesse.
Super heróis que admira: Wolverine, homem aranha e Miss Marvel.
Super heróis que detesta: xxxx
Vilões que detesta: xxx
Desejos: Conseguir controlar bem seus poderes.
Medos: Sua família entrar em falência.
Defeitos: Ciumenta e mimada.
Qualidades: Amiga e carinhosa.

[OFF]
Nome do Player- Tita
MSN- Advinhem... turundunx

Avatar do usuário
Quellyn Ambur
Mensagens: 10
Registrado em: 30 Out 2014 19:48

Re: Nossas Fichas

Mensagem por Quellyn Ambur » 30 Out 2014 20:08

Nome do Personagem: Quelyn Ambur

Data de Nascimento: 01/01/2100.

Codinome: Ghosty

Super Habilidade: Insubstancialidade

Um RESUMO da vida do personagem:Quellyn era filha de cientistas Inumanos, e morava com eles em uma base construída na Lua, num futuro não muito distante. Porém eram tempos de guerra contra um inimigo muito poderoso e desconhecido até então. A guerra esteve presente desde que Quellyn nascera, por isso fora criada em meio ao caos, fora instruida perfeitamente como usar seu poder, para ser uma espiã, além de ensinarem-na o projeto da arma que destruiria o inimigo. Então os pais de Quellyn descobrem um jeito de acabar com a guerra de uma vez, porém precisavam de mais tempo para estudar, construir e aprimorarem a tal arma, então os pais da garota descobriram um jeito de leva-la para o passado na Terra, eles então construíram a primeira máquina que conseguia viajar no tempo, porém os resultados eram incertos, mas como a ultima esperança de seu planeta, Quellyn fora mandada para a terra, então em um dia bastante atribulado de guerra O ano era de 2014 e sua memória estava em branco, não sabia seu nome, nem seu objetivo, efeitos colaterias devido à viagem no tempo.

Nome dos Pais ou Responsável que cuidou de você até entrar pro I.C.A: Shirah Ambur e Jolien Ambur

Vida dos Pais: Inumanos Cientistas que construíram a primeira máquina do tempo.

Personalidade de seu Personagem: Desmemorizada, guerreira, Leal, Justa (Referencias: Erza Scarlet, Nico Robin, Daenerys Targerian).

Gosta de:Justiça
Não gosta de:Pessoas más.
Super heróis que admira:Rei Negro e Medusa
Super heróis que detesta:Crystalys
Vilões que detesta:Maximus, o Louco
Desejos:Recuparar a memória
Medos:viver sem saber de seu passado.
Defeitos:se acha uma juíza, e sempre se intromete em uma desavença
Qualidades:Leal

[OFF]
Nome do Player-Márcio Perretti
MSN- madropper@gmail.com
Editado pela última vez por Quellyn Ambur em 05 Nov 2014 22:47, em um total de 3 vezes.

Avatar do usuário
Travis Morrison
Mensagens: 21
Registrado em: 30 Out 2014 17:52
Codinome: Castiel
Data de Nascimento: 13 Out 1994

Re: Nossas Fichas

Mensagem por Travis Morrison » 31 Out 2014 14:40

Nome do Personagem: Travis Morrison
Data de Nascimento: 13 de outubro de 1994.
Codinome: Castiel.
Super Habilidade: Invisibilidade.

Um RESUMO da vida do personagem: Travis é o irmão mais novo da família Morrison. Descobriu seus poderes ao ficar muito irritado em ver seus pais brigando na sala, correu pro banheiro pra lavar o rosto, quando vê no espelho a parede que estava através dele.

Gosta muito de ficar na internet conversando com os amigos, jogando ou lendo livros, seu hobby é sair com os amigos pra conversar, beber e tentar se divertir, apesar disso ele não é muito feliz.

Ele nunca se envolveu em brigas, pelo contrário, sempre tentou evitá-las, apesar de no fundo ele gostar de ver uma briga, ainda mais agora que descobriu seu poder e pode até saber o motivo delas.

Também quase não ficou doente, apesar de sempre procurar uma doença, porque se sentia mais amado pelos pais quando ficava de cama.

Nome dos Pais : Jennifer Morrison e James Morrison

Vida dos Pais: a Jennifer é dona de casa, parece bem normal apesar de sair as vezes a noite, um dia ele a viu aparecer do nada em seu quarto, ela não percebeu que ele a observava, o poder dela ainda é desconhecido. Já seu pai James sempre foi um cara longe de suspeitas, sempre trabalhou em seu escritório em sua própria casa, sempre o tratou normal, que ele saiba seu pai nunca apresentou ter algum poder, mas não podemos ter certeza sobre isso.

Personalidade de seu Personagem: Travis é um cara tímido quieto, confiável, sempre pensou em fazer o bem, em ser feliz com sua família, tem problemas psicológicos, dentre eles medo de multidões, o que o fez ficar cada vez mais preso em sua casa, ao se ver muito preso quando fez 18 anos resolveu mudar sua vida...

Gosta de: Sair a noite.
Não gosta de: Ver a luz do dia.
Super heróis que admira: Spiderman.
Super heróis que detesta:
Vilões que detesta:
Desejos: Ser bem sucedido.
Medos: Ser rejeitado e chamado atenção.
Defeitos: Ficar calado quando tem muita vontade de falar.
Qualidades: Amigável, confiável e atencioso.

Avatar do usuário
Ava Jones
Mensagens: 126
Registrado em: 19 Mar 2019 23:31
Codinome: Jukebox
Data de Nascimento: 05 Jan 2001
Classe primária: Controller

Ava Jones

Mensagem por Ava Jones » 20 Mar 2019 00:48

Nome do Personagem: Ava Jones.

Data de Nascimento: 05.01.2001

Codinome: JukeBox

Super Habilidade: Ao cantar, sua voz causa os efeitos: Paralisar, Ensurdecer e Confusão.

Um RESUMO da vida do personagem:
Filha única de uma família humilde, Ava nascera na cidade Springfield - Oregon, no Condado de Lane. Como não tinham dinheiro suficiente para abrir seus respectivos consultórios psiquiátricos, seus pais atendiam seus pacientes na sala de estar da casa de dois andares. Ava costumava observar entre as pilastras da escada ou simplesmente ignorava as "visitas", distraída com seus brinquedos e sua imaginação. Os poderes se manifestaram quando tinha apenas quatro anos. Na tarde nublada, sua mãe atendia uma moça que sofria de algum tipo de transtorno enquanto o pai preparava o jantar na cozinha. Ava passeava pelos corredores, arrastando um cãozinho de pelúcia pelo chão. A cantoria escapava livremente de sua boca, ecoando pelos ambientes da casa. Na cozinha, seu pai não respondia quando pedira um biscoito. A mamãe e aquela moça estranha também não estavam se movendo. Ava passou alguns minutos chorando até que todos voltassem ao normal, se perguntando o que havia acontecido. Isso ocorrera outras vezes e foi quando seus pais concluíram que a filha era um tipo de "superdotada".

Ava precisou "conter" esses poderes por um tempo. Foi aos oito anos que ganhou um cachorrinho e, sempre que cantava para ele, percebia que algumas anomalias aconteciam, semelhantes ao que acontecera nas primeiras vezes. E tinham aqueles momentos em que nada acontecia. Ava percebera ali que podia controlar seus tais poderes. E nunca se desprendera da música. Entrou para o coral da igreja aos doze e, na escola, participava do clube de teatro, onde participou de musicais. Seus pais juntaram dinheiro para lhe comprar uma flauta transversal para sua pequena. No ensino médio, conseguira um emprego em uma lanchonete para fazer outras atividades das quais gostava. Foi quando conseguiu dinheiro para fazer aulas de esgrima. Sua personalidade e temperamento foram moldados às artes.

Nome dos Pais ou Responsável que cuidou de você até entrar pro I.C.A:
Alicia Avery Jones
Alexander Jones

Vida dos Pais:
Alicia Avery Jones: Nascida em Springfield, crescera com mais duas irmãs, sendo uma delas o que se podia chamar de "problemática". O comportamento dessa tal irmã sempre trazia problemas para todos na casa e foi o maior impulso para que Alicia seguisse a carreira de Psiquiatria. Se não podia ajudar a irmã naquela época, ajudaria outras pessoas.
Conhecera Alex em um evento de Psicologia e Psiquiatria em Nova York quando estava ainda na faculdade e foi quando se apaixonou pelo sujeito. Assim como ele, não possui poderes.

Alexander Jones: Nunca pensou em seguir essa carreira. Filho de advogados renomados de Nova York, sempre tentou fugir desse mundo envolto em Política. Não que não gostasse de política. Queria apenas ser irreverente com seus pais, o que não tornava a relação com estes muito boa, mas nada tão extremo.
Conhecera Alicia em um evento de Psicologia e Psiquiatria em Nova York um ano após sua formação e foi quando se apaixonou pela moça. Assim como ela, não possui poderes.

Personalidade de seu Personagem: Ava não é muito diferente de muitas pessoas por aí. Seu temperamento é calmo e tenta ser gentil com aqueles que estão ao seu redor mas, na maioria das vezes, está reclusa em seu próprio mundinho. Está sempre com os fones de ouvido, cantarolando ou compondo alguma coisa. Porém, tende a ser mais comunicativa quando ganhada a sua confiança. Ainda que aparente ser inofensiva, não queira vê-la irritada. Ela não hesita em desafiar àqueles que a aborrecem, podendo proferir palavras afiadas e um olhar frio que parecem mudá-la totalmente. No geral, pode caracterizar-se como "estranha", já que gosta de fazer o que os outros não estão fazendo, movendo-se por suas próprias motivações - julgamento e índole próprios.

Gosta de: Cantar, escutar música, praticar com a espada, dançar, ler e treinar línguas.
Não gosta de: Tantas coisas que é difícil colocar em uma única linha.
Super heróis que admira: Homem-Aranha, Capitã Marvel, Capitão América, Deadpool.
Super heróis que detesta: ~
Vilões que detesta: Rei do Crime, Escorpião, Caveira Vermelha.
Desejos: Ajudar as pessoas.
Medos: Prejudicar seus companheiros.
Defeitos: Movida por seus sentimentos, emocional demais.
Qualidades: Tem alguns gostos peculiares e é uma caixinha de surpresas.

[OFF]
Nome do Player- Ally
E-mail~

Avatar do usuário
Violet Rousseau
Mensagens: 176
Registrado em: 07 Mar 2019 23:06
Codinome: Faraday
Data de Nascimento: 03 Mar 1995
Classe primária: Blaster
Classe secundária: Scrapper

Re: Nossas Fichas

Mensagem por Violet Rousseau » 26 Mar 2019 18:26

Nome do Personagem: Violet Rousseau

Data de Nascimento: 03/03/1995.

Codinome: Faraday.

Super Habilidade: Magnetismo e Raios

Um RESUMO da vida do personagem: Violet nasceu no subúrbio da frança, quando criança seus pais se mudaram para os estados unidos, em busca de melhoria na vida, decidida sua mãe ficava em casa para cuidar dela e de sua irmã mais nova Gabriele. Seu pai entrou para academia de polícia e se tornou policial detetive . Desde pequena Vi tinha desejo de seguir os passos do pai. Por um período de tempo seus pais chegaram a acreditar que a filha tinha se tornado rebelde, e que havia desistido de ser policial como seu pai. Violet passou a andar com o grupo rebelde da escola, aprendeu a pilotar motos antes de tirar sua carteira de motorista. Andava cada vez mais rebelde para sua idade e frequentava os bares com gangues de motociclistas com seus amigos, quando atingiu 17 anos, Violet não perdeu seu estilo e amor pela adrenalina de andar de moto, mas como um click, a menina que era rebelde passou a estudar, concluiu sua escola normalmente conciliando com os estudo para poder passar na prova para policial. Com sucesso na prova teórica, Vi agora teria que trabalhar duro para que passasse na prova física, se esforçava ao máximo para ser boa naquilo que fazia, teria aulas de combate e tiro, por gostar muito de tecnologia, Violet, começou um curso dentro da polícia de computação e hackers. Seus poderes despertaram quando a Fênix desfez os estragos da Fênix negra.
Violet estava no meio do caos do fim dos tempos quando houve uma chuva de raios, eles lhe atingiam em cheio, parecia um para-raios humano, a cercava por todas as direções, não sentia dor, mas acabou desmaiando com tanta energia circulando por seu corpo, quando acordou se viu em rodeada por várias pessoas estava muito confusa e desnorteado, não conseguia reconhecer seus próprios amigos que estavam com ela numa tentativa de ajudar os outros. Violet não se lembrava de nada que havia acontecido, muito menos dos raios que a atingiram e em um ato de priorizar sua vida, Vi se afastava, seus colegas queriam ajudá-la e insistiam em se aproximar. Ao encostar em uma barra de ferro para escalada ele se tornou um imã gigante, e passou a atrair tudo que era de metal em um raio de 100 metros, a velocidade que os objetos vinham em sua direção, derrubou um por um de seus colegas acertando-os em cheio. Quando Violet começou a ver tudo vindo em sua direção fechou seus olhos e ficou imóvel, não sabia que era ela a causadora daquilo. Sobraram apenas dois vivos, mas com grandes sequelas. No dia seguinte, ninguém sabia explicar o que havia acontecido, muito menos a própria Violet, mas a acusavam de ser uma aberração e assassina de seus colegas, e se não a causadora de caos maiores que vinham acontecendo na cidade. Ela foi afastada dos seus treinos e com o passar dos dias Violet começou a perceber que tudo que ela pensava em pegar, que era feito de metal, se atraia para perto de si no mesmo instante, derrubando tudo por onde passava, em um determinado momento da tarde, ao encostar na impressora, soltou faíscas de raios pelas suas mãos que derreteram a impressora no mesmo instante. Vi passou dias sozinha percebendo tudo que estava acontecendo, raios eram disparados por várias direções quando levantava sua mão para alguma situação, os objetos da casa que possuíam traços de metais, pareciam ser atraídos por ela em todos os momentos, não podia encostar em um garfo, que ele voava em direção a geladeira no mesmo instante e por lá ficava, já tinha tentado usar luvas para cortar o contato com os objetos, mas nada adiantava, estava tudo virando um caos. Precisava procurar ajuda para controlar o que ela acha que poderia ser seus novos poderes. Tinha ouvido histórias sobre mutantes, mas eles não existiam mais, mas precisava entender tudo aquilo, na academia gostavam de comentar sobre os super heróis da atualidade, e já tinha ouvido alguém falar do Instituto Capitão América, sem pensar duas vezes, juntou suas coisas em malas, e partiu em busca do ICA.


Nome dos Pais ou Responsável que cuidou de você até entrar pro I.C.A: Pierre Rousseau e Laureline Rousseau

Vida dos Pais: Pierre e Laureline casaram-se logo após terminarem os estudos, Pierre queria entrar para a polícia e Laureline trabalhava em um jornal, como recepcionista. Surgiu uma oportunidade para Pierre em Carolina do Norte, para assumir como policial do departamento. Por ser o sonho de seu pai, se mudaram, na época Violet tinha 6 anos e Gabriele 1 ano de idade. Laureline preferiu ficar em casa e cuidar das meninas. Com os novos poderes de Violet, seus pais passaram a evitar um pouco o contato, apesar da mãe insistir que ela deveria ficar com eles durante o processo.

Personalidade de seu Personagem: Violet é impulsiva, se ela acha que pode ajudar ela simplesmente vai, nem sempre é a melhor saída.
Carismática e amigável, porém após seus poderes despertarem, se tornou um pouco solitária, se sentiu mal com todos virando as costas para ela. Prefere ficar na frente de um computador com sua caneca de chá.

Gosta de: Computador, Motos e chá.
Não gosta de: Gente chata e não fazer as coisas corretamente.
Super heróis que admira: Wanda Maximoff, Thor, Miss Marvel e Jessica Jones.
Super heróis que detesta: Deadpool.
Vilões que detesta:Victor Von Don.
Desejos: Poder controlar seus poderes e ser útil a sociedade.
Medos: Machucar alguém sem querer por culpa de seus poderes.
Defeitos: Fala o que vem na cabeça.
Qualidades: Amorosa quando gosta da pessoa e faz tudo para ajudar.

[OFF]
Nome do Player- Radha (Shun)
Email-radharanisr@gmail.com
Face- www.facebook.com/shunzinha

Avatar do usuário
Reika Dawson
Mensagens: 58
Registrado em: 09 Mai 2019 19:42
Codinome: Kunoichi
Data de Nascimento: 13 Mai 1998
Classe primária: Bruiser
Classe secundária: Infiltrator

Re: Nossas Fichas

Mensagem por Reika Dawson » 13 Mai 2019 20:58

Nome do Personagem: Reika Dawson

Data de Nascimento: 16/05/1998

Codinome: Ninja

Super Habilidade: Velocidade Ampliada, Super Salto e Força Ampliada, Equilíbrio Perfeito

Um RESUMO da vida do personagem:
Reika é uma menina que apesar de ter os seus poderes, nunca sonhou e até hoje não sonha em ser uma super. Ela herdou seus poderes de seu pai, mas nunca os desejou. Seu sonho sempre foi ser uma grande arquiteta como era sua mãe. Ela sempre soube que seu pai era um super, mas era um segredo compartilhado apenas entre a família. Como ambos seus pais, eram artistas marciais, ela desde bem nova foi treinada.

Porém, ela sempre foi uma menina normal e nunca realmente se interessou pelo mundo de super de seu pai. Apenas se dedicava aos estudos e sua segunda paixão, como toda boa nerd, os videogames. Mas, seu mundo mudou quando ela tinha quatorze anos, ela e sua mãe foram sequestradas por um vilão que descobriu a verdadeira identidade de Bill e as usou como isca.

Ela e a mãe foram torturadas por dois dias, até que enfim seu pai, com ajuda de alguns aliados conseguiram encontrar o esconderijo do vilão, mas este havia preparado diversas armadilhas, uma inclusive que amputou uma das pernas do herói. Em meio ao combate, Sakura, mãe de Reika morreu para proteger a filha e este fato fez com que a raiva da menina explodisse, despertando os poderes da garota e, no momento de fúria, destroçou o vilão.

Seu pai assumiu a autoria do assassinato do vilão, mas foi cumpriu pena domiciliar, enquanto Reika começou a ser criada por Hana, tia da menina e irmã caçula de Sakura. A menina passou não só a rejeitar como a odiar seus poderes e os evitou durante anos. Apenas a pouco mais de um ano, quando entrou na faculdade de Arquitetura, ao ver algumas injustiças e crimes pelas ruas da cidades, assumiu o manto de Ninja, com o suporte de sua amiga (e crush) Savanah,

Nome dos Pais ou Responsável que cuidou de você até entrar pro I.C.A:
Bill Dawson, o pai de Reika, ele era um super com o codinome de Ninja, pelos seus poderes (os mesmos de Reika) e pelos domínios de artes Marciais;

Sakura Dawson, mãe de Reika, japonesa nativa, se mudou para América após o casamento, era uma arquiteta habilidosa e na juventude, uma artista marcial, que foi onde conheceu Bill, faleceu no dia que Reika adquiriu seus poderes.

Hana, tia de Reika, irmã caçula de Sakura, japonesa nativa, criou a sobrinha após o falecimento da irmã.

Vida dos Pais: Sua mãe era uma arquiteta famosa e Reika deseja seguir os passos dela, e seu pai é aposentado por invalidez, mas às vezes ainda faz bico de “super” para relembrar os velhos tempos.

Personalidade de seu Personagem: Reika é sempre uma pessoa amigável e brincalhona.

Gosta de: Arquitetura, Filmes e Games (e Savanah Thompson)
Não gosta de: Injustiça e Valentões.
Super heróis que admira: Capitão América e Homem de Ferro.
Super heróis que detesta: Nenhum em específico.
Vilões que detesta: Não detesta nenhum, mas não simpatiza com nenhum também.
Desejos: Ser uma Arquiteta tão criativa e famosa quanto a mãe.
Medos: Machucar alguém com seus poderes.
Defeitos: Apesar de super habilidades, ela é meio estabanada.
Qualidades: Dedicada e Facilidade de Aprendizagem para assuntos que lhe chamem a atenção.

[OFF]
Nome do Player- Jonas
E-mail jonasbatuta@gmail.com

Avatar do usuário
Mia Monroe Gray
Mensagens: 1
Registrado em: 16 Jun 2019 02:30
Codinome: Astral
Data de Nascimento: 09 Nov 2000
Classe primária: Generalist
Classe secundária: Scrapper
Contato:

Re: Nossas Fichas

Mensagem por Mia Monroe Gray » 16 Jun 2019 06:08

[EM CONSTRUÇÃO]

Nome do Personagem: Mia Monroe Gray

Data de Nascimento: 09/11/2000

Codinome: Astral

Super Habilidade: Insubstanciabilidade.

Um RESUMO da vida do personagem: Parkour - diversão com os colegas
Boxe - É no ringue que desconta suas frustrações. Adora lutar, mesmo que seu pai não ache adequado.

Lábia - sobreviência na rua
Manha - Devido a região que morou a vida toda
Prestidigitação - sobrevivência na rua

Inumana - Onda terrigena.

Mecânica - Trabalha na oficina do pai (não gosta de ajudar na oficina, prefere gastar esse tempo na academia de boxe.)
Pescaria - passatempo com seu pai e irmã

Nome dos Pais ou Responsável que cuidou de você até entrar pro I.C.A: Pai e Irmã.

Vida dos Pais: Pai - Mecânico

Personalidade de seu Personagem: Baseada na menina de Atlantis.

Gosta de: BOXE, ir a academia, colorir o cabelo e andar com seus amigos.
Não gosta de: De sua habilidade, trabalhar na oficina e tomar nocaute.
Super heróis que admira: Spider Man, Luke Cage e Daredevil.
Super heróis que detesta: Os certinhos.
Vilões que detesta: Rei do Crime.
Desejos: Ganhar um cinturão, não ser uma inumana e abrir uma academia.
Medos: Perder o controle de sua super habilidade (ficar presa em uma parede),
Defeitos: Vingativa, sarcástica e nada educada.
Qualidades: Sincera, segura, espontânea.

[OFF]
Nome do Player- Milla
E-mail facebook.com/minakoinverse
Imagem
Lute e Conquiste.

Avatar do usuário
Valerie Moore
Mensagens: 25
Registrado em: 21 Jun 2019 21:20
Codinome: Recovery Girl
Data de Nascimento: 21 Nov 2000
Classe primária: Generalist
Classe secundária: Scrapper

Re: Nossas Fichas

Mensagem por Valerie Moore » 21 Jun 2019 21:41

[Em construção]

Nome do Personagem: Valerie Moore

Data de Nascimento: 21/11/2000

Codinome: Recovery Girl

Super Habilidade: Regeneração, Recuperação de Consciência e Recuperação Física.

Um RESUMO da vida do personagem: Nascida e criada na alta sociedade de Upper East Side, Manhattan, Valerie não se parece nada com as garotas que são acostumadas a serem vistas por lá. Filha de um neurologista famoso e uma socialite colecionadora de arte e filantropa, Valerie quebra todos os padrões impostos por eles.
Ao nascer, já demonstrava ser um bebê diferente. Veio ao mundo sem soltar um ‘’a’’, com uma expressão tranquila, ao receber seu primeiro estímulo físico - o tapinha médico -, Valerie, suspensa de ponta cabeça pelo médico, nem sequer chorou, apenas observou todos a sua volta.
Os médicos, preocupados, realizaram todos os exames possíveis na criança, constatando-se que ela estava em perfeitas condições e completamente saudável.
Nos primeiros 5 anos dela, sempre que caia não demonstrava estar sentido dor e seus machucados e ralados mal chegavam a sangrar.
Aos 6 anos caiu de um brinquedo, levantou-se rindo com o braço quebrado e, para espanto da mãe, em menos de minutos o braço estava no local e Valerie brincando sem apresentar qualquer alteração.
Desde seu primeiro ano de vida, seu pai realizava periodicamente exames na garota, constatando assim a alteração genética da mesma.
Fizeram o máximo para garota ter uma vida normal e, através de um laudo médico emitido por um colega de trabalho do pai, Valerie fora proibida de participar de atividades físicas na escola por apresentar uma ‘’condição física especial’’. A verdade é que eles temiam a reação dos colegas e professores de Valerie.
Para contrariá-los, Valerie nunca fora academicamente qualificada, apesar dos professores saberem que ela não estava querendo usar todo seu potencial, não tinha planos para entrar em quaisquer faculdade e fugiu com um cara mais velho que ela quando tinha apenas 15 anos.
Valerie morava com o rapaz em um apartamento no Brooklyn, ele o tratava muito bem e sempre fora atencioso com ela, mesmo que ela sempre estando mau humorada brincava que ela era uma velha ranzinza no corpo de uma jovem. Adquiriu maior interesse pela garota quando descobriu sua aptidão para informática - horas e horas confinada no seu quarto em Manhattan a fizeram adquirir tal habilidade - ao desativar e manipular o sistema de vigia do prédio onde moravam por diversão e então, resolveu apresentá-la para o seu chefe. Foi então que Valerie descobriu que o seu namorado na verdade não estava em nenhuma faculdade e que era mais velho do que imaginava - 23 anos - e que fazia parte de uma quadrilha especializada em contrabando de museus, bancos e containers com conteúdos que possam ser vendidos no mercado negro por valores exorbitantes.
Valerie aceitou e foi testada de várias formas antes de ser posta nos bastidores das operações. Gostava da vida que levava, os desafios impostos e as coisas que seu namorado passou a lhe ensinar. Jamais lhe revelou sua condição e tentava ao máximo não se expor em situações que pudessem feri-lá fisicamente.
Em uma delas, a pior em sua opinião, o seu valor para a quadrilha se tornou maior, Valerie fora posta para entrar, junto de outros homens, em um cais fechado na baía de Manhattan, cais este que continham containers altamente vigiados e lacrados em um depósito com dispositivos de alta segurança.
Seu namorado não aceitou a princípio a decisão, mas não contrariou, ordens são ordens. Valerie não tinha nenhuma experiência em situações assim, no máximo sabia roubar caixas de bancos, decodificar senhas, arrombar trancas e até entrou em algumas situações de briga onde demonstrou habilidade, mas nada tão complexo a este ponto.
Surpreendeu a todos quando conseguiu desativar as primeiras barreiras de acesso ao galpão, todos estavam otimistas, a passagem pelos guardas fora um sucesso e estavam próximos de conseguir o que queriam. Valerie pediu alguns minutos antes de destravar a porta de acesso, seus dedos corriam alucinados pelo pequeno notebook que carregava, quando finalmente conseguiu a porta se abriu, os alarmes não soaram, as luzes foram acendendo uma a uma, revelando os containers depositados.
Antes que pudessem sequer relar nos containers, o grupo fora surpreendido por um outro grupo que esperavam pelo sucesso deles em acessar o galpão. As quadrilhas entraram em um confronto de tiros e Valerie tentou se esconder, ao final de tudo seu grupo não sobreviveu e Valerie foi pega e levada para a base deles. Espancada, submetida a algumas torturas para revelar quem comandava a operação, mas nem ela mesmo sabia, o chefe, como era chamado, nunca havia revelado a identidade. Estavam incrédulos com a capacidade da mesma de resistir e como seu corpo se recuperava rapidamente. Decidiram levá-la até um ponto isolado, imaginando ser uma causa perdida já que a garota não sentia qualquer reação à tortura e a fuzilaram, qualquer perito que fosse pego para examiná-la não conseguiria identificá-la dada a situação que seu corpo ficou. Deram-na como morta, finalmente. Mas era o que eles pensavam.
Horas depois, Valerie se reergueu, sem roupas, sem nenhum arranhão, mas extremamente assustada. Descobriu ali o ápice de sua mutação, mesmo após muito tempo sem manifestá-la.
Dada como morta, Valerie surpreendeu, não só seu namorado, como o chefe da quadrilha, ao aparecer intacta e usando roupas que roubara de uma caixa de coleta de doações.
A partir daí Valerie começou a ser mandada em operações classe a, executadas somente pelos homens mais bem treinados. Desenvolveu suas habilidades para informática, aptidão física, sendo capaz de correr e saltar com exímia. Não gostava de armas de fogo, talvez pelo fato do ocorrido no passado, por isso adquiriu um chicote. Foi alvo de piadas no primeiro momento, mas quando o aprimorou passou a ser respeitada.
Era procurada, mas ninguém sabia sua real identidade. Era só a mulher de rabo de cavalo e jaqueta preta. Quantas mulheres nesse perfil existiam em Nova York? Muitas.
Valerie viveu nessa vida até completar seus 18 anos.
Em uma situação onde envolveu uma criança no meio e a morte de seu namorado, Valerie virou as costas e fugiu de tudo aquilo.
Pediu para voltar para casa, depois de 3 anos, e seus pais não lhe negaram auxílio. Perto de completar 19 anos, conseguiu acesso ao I.C.A, procurando se redimir de tudo o que fez e ajuda acerca de suas habilidades.
Deixou seu passado para trás, tomou tudo como experiência, mesmo que ruim. Para alguma coisa tudo que aprendeu poderia servir de algo.




Nome dos Pais ou Responsável que cuidou de você até entrar pro I.C.A: Daniel Humpfrey, namorado, períto em armas e fechaduras. Apaixonou-se pela garota quando a viu sozinha em uma Starbucks, mesmo sabendo que era extremamente errado, aproximou-se dela. Sempre a respeitou e jamais tocou nela sem seu consentimento, 2 anos depois de estarem juntos, Valerie se permitiu. Sempre ficava preocupada quando a garota saia sozinha, quando ela foi dada como morta, arrependeu-se até o último sobre a decisão de apresentá-la ao seu trabalho. Morreu em uma missão de assalto a casa de um famoso curador do MET, nos braços de Valerie.
Harold Moore, neurocirurgião prestigiado e conceituado. Constatou a condição de sua filha no primeiro exame que fizera ao observar que, ao retirar as agulhas de suas veias, o buraco se fechava rapidamente. Pai atencioso, batia palmas sempre que a garota fazia algo em seu computador. Tinha esperanças de que ela entrasse em uma faculdade prestigiada para desenvolver melhor suas habilidades e garantir grandes conquistas. Entristeceu profundamente quando a garota fugiu apenas com o uniforme da escola e algumas mudas de roupas, mas a acolheu de braços abertos anos depois.
Eleanor Rose-Moore, socialite, colecionadora de obras de arte e atual curadora do MET, recebeu o convite após o incidente, mas jamais soube que sua filha estava envolvida. Assim como Harold, Eleanor era uma mãe extremamente dedicada, rejeitou a condição da filha no começo, mas depois aceitou que as coisas eram assim e que fora designada para cuidar de alguém especial. Lamentava por não ver a filha em clubes literários ou protagonizando as coisas na escola. Apesar de aceitar a garota como ela era, tinha medo do que a sociedade poderia fazer com ela ao descobrir.
Adoeceu quando a filha fugiu, achou até que estava morta, pois nunca mais ouviu sobre. Quando Valerie retornou, Eleanor sentiu-se renovada. Fora Eleanor quem sugerira a entrada no I.C.A após descobrir que uma amiga próxima tinha uma filha que estava lá.

Vida dos Pais:

Personalidade de seu Personagem: Valerie tem um senso de humor um tanto quanto negro, não segura a língua para tal coisa. Mau humorada, reclamona, curiosa e extremamente teimosa. Frequentemente é vista com olheiras no rosto, dorme de dia e fica em seu computador a noite toda. Adquiriu o hábito de mascar chiclete constantemente após a morte do namorado por conta de um quadro de ansiedade. Apesar disso consegue facilmente se aproximar das pessoas e conquistar amizades.

Gosta de: Soco inglês com faca que ganhou do namorado; Dormir; Chicletes de menta; Memes da Internet.
Não gosta de: Acordar cedo; Conversar quando acorda; Curiosamente odeia doces, seu chiclete é diet.
Super heróis que admira: Deadpool, por ter habilidades semelhantes e pelo humor dele; Homem-Aranha; Emma Frost.
Super heróis que detesta:
Vilões que detesta:
Desejos:
Medos: Armas de fogo; Ver todas as pessoas que gosta morrer.
Defeitos:
Qualidades:

[OFF]
Nome do Player - Tay
E-mail:

Avatar do usuário
Marcus Flynn
Mensagens: 15
Registrado em: 19 Nov 2019 23:21
Codinome: Divine Hands
Data de Nascimento: 21 Nov 1994
Classe primária: Controller
Classe secundária: Suporter
Contato:

Re: Nossas Fichas

Mensagem por Marcus Flynn » 20 Nov 2019 00:32

Nome do Personagem: Marcus Flynn

Data de Nascimento: 21/11/1994

Codinome: Divine Hand

Super Habilidade: Recuperar vitalidade e recuperar fadiga.

Um RESUMO da vida do personagem: Marcus é filho único e viveu muito bem até sua adolescência. Sempre foi cercado de conforto e boas companhias.
Quando tinha 15 anos acabou se apaixonando por um colega de classe, confuso sobre sua sexualidade, já que sempre se envolveu com garotas, foi conversar com seus pais a respeito dessa descoberta. Antes mesmo de se declarar para o garoto.
Na conversa com seus pais foi surpreendido pela fúria de seu pai, que até então nunca havia revelado esse seu lado. Após berros e alguns tapas, seu pai acabou o expulsando de casa. Sem saber para onde ir, foi para um hotel próximo usando o cartão de crédito.
Confuso, magoado e assustado levou dois dias para criar coragem e tentar se comunicar com sua mãe. Fingiu ser um amigo da família e telefonou para ela, e foi surpreendido novamente, porém dessa vez positivamente. Sua mãe o recebeu com muito carinho e estava disposta a ajudá-lo.
-Aos 18 o pai descobriu e a mãe apanhou por isso.
-No último encontro com sua mãe, após o ataque do seu pai, descobriu sua capacidade de curar os outros. Curando os ferimentos de sua mãe.
-Para poupar o sofrimento da mãe, ele optou por se afastar por completo.
-Explorando seu super poder, passou a cobrar para curar as pessoas até chamar atenção de uma gangue, que o recrutou devido a sua habilidade.
-Durante uma briga entre gangues, acabou perdendo a mão e a liberdade.
-No julgamento de sua sentença, ele devia escolher entre cumprir a pena ou ir servir o exército.
-Tony Stark interviu na decisão do governo, em querer o rapaz, e com muita conversa/chantagem/acordos. A decisão final foi servir aos cidadãos americanos, através do ICA.

-Seu codinome surgiu como piada da gangue, devido a sua super habilidade e a necessidade de tocar na vítima.

Nome dos Pais ou Responsável que cuidou de você até entrar pro I.C.A: Chloe Flynn e Paul Flynn

Vida dos Pais: Mãe: design de interiores
Pai: Arquiteto

Personalidade de seu Personagem: Baseado no Sanozuke. É forte, mas comparado aos outros personagens, precisa se esforçar muito para ser páreo. Gosta de uma farra, mas eu comprometido com seus ideais.

Gosta de: Diversão, Treinar o corpo,
Não gosta de: Ter perdido a mão,
Super heróis que admira: Iron Fist, Daredevil e Mestre Kung Fu
Super heróis que detesta:
Vilões que detesta: Qualquer um com super poderes.
Desejos: Ser mais bem sucedido que seu pai e provar que ele está errado a seu respeito.
Medos: Ser um fracassado
Defeitos: Excesso de confiança,
Qualidades: Esforçado,

[OFF]
Nome do Player- Milla
E-mail linaaino@hotmail.com

Responder